29/10/2019


SC tem aumento na geração de emprego, criação de empresas e atividade econômica


 


Divulgada no começo da semana, a melhora na perspectiva de Santa Catarina na classificação da agência de risco Standard & Poor's (S&P) é apenas a mais recente das boas notícias para a economia catarinense. Desde o começo de 2019, o estado acumula bons indicadores em áreas como geração de empregos, criação de empresas, competitividade e crescimento econômico.

Além de ter a perspectiva reclassificada de negativa para estável, com ratings de crédito ‘BB-’ em sua escala global e ‘brAA+ na Escala Nacional Brasil, Santa Catarina também teve um bom resultado em geração de empregos. De janeiro a setembro, o estado ostenta um saldo positivo de 73,4 mil vagas formais de trabalho. Para efeito de comparação, em todo o ano de 2018, o saldo ficou em 41,7 mil. Com isso, a taxa de desemprego divulgada pelo IBGE ficou em 6% no estado, metade da média nacional.

Na visão do governador Carlos Moisés, os bons indicadores demonstram a pujança da economia catarinense, que se recupera em um ritmo superior aos demais estados por conta de sua diversificação. Além disso, a atuação da administração estadual tem ajudado na atração de novos investimentos, que geram emprego e renda.

“Eu costumo dizer que o nosso estado avança naturalmente quando o Governo não atrapalha. Nosso povo tem um espírito inovador e empreendedor. Nosso país passou por uma crise severa, mas agora chegou o momento de virarmos essa página e escrevermos um novo capítulo de desenvolvimento”, afirma o governador.

A criação de empresas também segue em ritmo acelerado no Estado. Entre janeiro e 21 de outubro deste ano, foram constituídas 120.306 empresas na Junta Comercial (Jucesc), o que representa um aumento de aproximadamente 20% na comparação com o mesmo período do ano anterior.


Arte: Sal Santos / Secom

Crescimento acima da média nacional

O crescimento econômico também tem sido acima da média nacional. Até junho, a média anualizada era de 3,9%, segundo o Boletim de Indicadores Econômico-Fiscais, divulgado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável. Trata-se de um resultado quatro vezes superior ao registrado no país.

Para o secretário Lucas Esmeraldino, do Desenvolvimento Econômico Sustentável, o trabalho para a atração de novos empreendimentos é constante, o que ajuda a explicar o bom desempenho: “Santa Catarina possui naturalmente um grande apelo para os investidores, como o fato de sermos o estado mais seguro do Brasil. Temos trabalhado no sentido de estimular quem está aqui e trazer novos investidores, mostrando que somos uma opção segura de investimento”.

Na última sexta-feira, 18, foi divulgado também o Ranking de Competitividade dos Estados. Pelo terceiro ano consecutivo, SC ocupa a segunda posição, atrás apenas de São Paulo. Neste ano, o estado conquistou 74,4 de nota geral no ranking que engloba 10 pilares, como educação, segurança pública, inovação e eficiência. A média brasileira foi de 49,3.

Informações adicionais para imprensa:
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação - SECom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br