02/08/2017


Manter o equilíbrio das contas é o desafio para 2017, diz o governador Raimundo Colombo em reunião do colegiado


Secretário Almir Gorges participou de encontro, realizado na manhã desta quarta-feira (2) na Casa d’ Agronômica, em Florianópolis


 

O governador Raimundo Colombo e o vice Eduardo Pinho Moreira realizaram, na manhã desta quarta-feira (2), em Florianópolis, reunião com o colegiado para tratar de medidas que buscam a manutenção do equilíbrio das contas públicas em 2017. “Há um esforço muito grande dentro do governo para continuarmos produzindo ações que permitam o equilíbrio fiscal e a manutenção de todos os serviços. Agora precisamos organizar estes próximos cinco meses para fechar bem o ano, com absoluto equilíbrio, o que exige a colaboração de todos”, afirmou Colombo.

Secretário de Estado da Fazenda, Almir Gorges acompanhou o encontro na Casa d’ Agronômica ao lado de outros secretários e integrantes do colegiado. “O primeiro semestre foi muito difícil, muito duro, a arrecadação não está crescendo e as despesas são muito maiores, por isso tem que haver esse equilíbrio, esse cuidado. E é exatamente isso que estamos fazendo, cortando despesas. Esse trabalho tem que ser de toda a equipe”, acrescentou o governador.

Entre medidas recentes, Colombo citou a sanção da extinção de três empresas do governo estadual: a Companhia de Desenvolvimento do Estado de Santa Catarina (Codesc), a Companhia de Habitação do Estado de Santa Catarina (Cohab) e a Corretora de Seguros e Administradora de Bens Móveis e Imóveis (Bescor). As três perderam suas atribuições ao longo dos anos e se tornaram deficitárias, o que motivou a decisão do governo. “Tudo isso é para fazer economia e não aumentar impostos, postura que mantém a competitividade de Santa Catarina para atrair novas empresas e promover o crescimento das que já estão aqui”, explicou.

Ao fazer um balanço do ano até agora, Colombo destacou conquistas como o bom andamento das obras do governo e o pagamento em dia dos contratos e da folha de pessoal, inclusive com a antecipação da primeira parcela do 13º salário dos servidores. “Temos alguns desafios especiais, como na saúde e no sistema prisional, onde a gente tem que aportar um recurso maior, mas estamos avançando, tenho certeza de que o momento mais difícil já passou, estamos vencendo as dificuldades e o segundo semestre será melhor”, ressaltou.

Ao final do encontro, o governador reforçou a importância da colaboração e do esforço de toda a equipe de governo para manutenção do equilíbrio conquistado até agora. “Eu gostei muito do ambiente da reunião, do espírito de colaboração, o desafio é forte, mas nós temos capacidade de superar”, avaliou.

*Com informações de Alexandre Lenzi (SECOM)

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Fazenda