30/05/2017


Auditoria Cidadã: Governo do Estado inspeciona merenda escolar na região Norte


Operação será feita por 24 auditores internos nesta segunda, terça e quarta-feira, 29 e 30, em 48 escolas da rede pública


Um grupo de 24 auditores internos da Secretaria de Estado da Fazenda percorre nesta segunda e terça-feira, 29 e 30, 48 escolas da rede estadual de ensino da região Norte para inspecionar a adequação da merenda escolar. A operação faz parte do projeto Auditoria Cidadã, desenvolvido pela Diretoria de Auditoria Geral da Fazenda (DIAG) com o objetivo de fiscalizar os serviços e obras do Governo do Estado. “Nosso objetivo é verificar se os recursos investidos pelo Estado na alimentação escolar estão tendo o resultado esperado para o cidadão, nesse caso, o aluno”, afirma Augusto Puhl Piazza, Controlador Geral do Estado.

Na operação, os auditores internos vão verificar se o serviço está sendo oferecido regulamente aos alunos matriculados; aferir se a manipulação e o armazenamento dos alimentos estão adequados; e avaliar a satisfação dos alunos quanto à qualidade das refeições fornecidas. Após as operações, será enviado um relatório de inspeção à Secretaria de Educação e à empresa contratada para que providenciem a resolução de possíveis problemas. Esta é a segunda etapa do projeto Auditoria Cidadã especificamente na merenda escolar. No ano passado, os auditores inspecionaram o serviço em 50 escolas na Grande Florianópolis.


Operação Merenda Escolar II


- 29 a 30 de maio
- 48 escolas da região Norte
- 13 municípios: Joinville, Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul, São Bento do Sul, Corupá, Guaramirim, Massaranduba, Schroeder, Barra Velha, Campo Alegre, Araquari, Balneário Barra do Sul, São João do Itaperiú
- 24 auditores internos divididos em 12 equipes

 
Auditoria Cidadã

O que é o projeto: são trabalhos de auditoria na forma de inspeções in loco para verificar a qualidade de serviços e obras do governo do Estado, tais como: merenda escolar, exames em hospitais, serviços de atendimento ao público (IGP, DETRAN, SINE, PM), obras feitas com recursos de transferências voluntárias aos municípios e entidades. A meta da Diretoria de Auditoria Geral, vinculada à Fazenda, é fazer uma operação por mês.


Objetivos: aferir se a administração pública estadual vem prestando serviços de forma satisfatória e regular e entregando produtos e obras de qualidade à sociedade catarinense.

Quem será beneficiado: o cidadão que usa os serviços do Governo do Estado e, indiretamente, a própria administração pública estadual que, a partir dos relatórios das inspeções, pode promover melhorias em seus serviços e obras.

Resultados esperados: identificar a real percepção dos cidadãos em relação aos serviços, produtos e obras e inibir irregularidades e problemas que possam prejudicar o cidadão e a imagem institucional do Estado.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Fazenda